terça-feira, 15 de junho de 2010

Níveis taxonômicos e Cladogramas

Níveis taxonômicos ou de agrupamento dos seres vivos

Depois de reino os grupos se restringem cada vez mais.
A espécie é o nível mais básico de classificação , todas as espécies parecidas ficam juntas em um único gênero .
Os gêneros se reúnem em famílias e famílias em ordens , ordens por sua vez se reúnem em classes , que se reúnem em filos e os filos se reúnem em reino que é o nível taxonômico mais abrangente .

Para entender a abrangência do nível taxonômico Reino, imaginem uma baleia jubarte e uma pulga. Cada uma delas possui inúmeras características diferentes, não é difícil imaginar, porém ambas pertencem ao mesmo reino (Animal ou Metazoa). Entretanto, pertencem à espécie muito distintas, sendo a pulga do cachorro Ctenocephalides canis e a baleia jubarte Megaptera novaeangliae.



Note que a partir de Filo, cada um destes seres vivos, apresenta diferentes classificações, só compartilhando o mesmo Reino.


Compare agora a mesma pulga canina, com outro inseto, por exemplo, com uma joaninha:





Neste caso, os níveis taxonômicos se mantém os mesmos até Classe (são insetos)!

Se você comparar um homem com uma figueira, você já deduzirá que nenhum dos níveis taxonômicos serão iguais para esses dois seres vivos, pois não pertencem nem ao mesmo Reino! Um, pertence ao reino Animal (homem), e o outro ao reino Vegetal (figueira).

Macete :

Raio Forte Caiu Ontem Fazendo Grande Estrago

R = Reino
F = Filo
C = Classe
O = Ordem
F= Família
G = Genêro
E= Espécie

Cladograma

Cladogramas são utilizados para de forma simples e eficaz mostrar as relações evolutivas dos seres vivos.






O triângulo representa que entre todos esses seres os que compartilham mais características são os mamíferos e os repteis

2 comentários: